MagueRbeS disponibiliza videoclipe de “Bela Vista”

A banda MagueRbeS de Americana/SP disponibilizou essa semana via Vimeo o videoclipe “Bela Vista” produzido por Marcelo Fazolin (SHNtv), Bruno e Goy Almeida da “Polemica VP”. A música faz parte do quinto disco da banda intitulado “Vila Rica” que será lançado ainda esse ano.

Confira!

Print

Confira aqui também a entrevista que realizamos com Haroldo Paranhos vocalista da banda em Janeiro!

Good Coffee!

OFF! cancela tour após Keith Morris sofrer um coma diabético

No último dia 08/02 a banda californiana OFF! anunciou via Facebook o cancelamento de sua tour pela Costa Oeste dos Estados Unidos após o seu vocalista Keith Morris (lendário vocalista da banda Black Flag) entrar em coma diabético depois de voltar de uma tour pela Austrália em Janeiro deste ano.

km

Morris falou sobre o coma em uma entrevista à revista Rolling Stone deste mês, confira:

I’m a diabetic and I failed to eat lunch. Came back, hung out with my girlfriend, and the whole idea was that we were going to do what grown-ups do – go take a nap and go get something to eat,” he said. “I should have eaten first. So we did what we did, and I passed out. As I passed out, I actually blacked out and went into a diabetic-induced coma. So I’m kind of like the T-shirt that’s been sitting in the dryer for three days.

Nota publicada no site oficial da banda:

Sadly, we have to cancel our west coast tour due to illness. Refunds are available at point of purchase. Thank you for your understanding. We look forward to performing in these cities in the near future.

Fonte: www.rollingstone.com

Good Coffee!

MaueRbeS 18 anos! (Entrevistamos Haroldo Paranhos)

Na próxima sexta-feira, 01/02, acontece no WoodStock Music Bar em Campinas/SP o show com as bandas MagueRbeS (Americana/SP), Leptospirose (Bragança Paulista/SP) e Drákula (Campinas/SP) a partir das 23 horas.

Aproveitando o clima desse grandioso evento batemos um papo com Haroldo Paranhos, vocalista da banda MagueRbeS, que nos contou um pouco sobre os 18 anos de estrada da banda, a gravação do novo disco “Vila Rica”, projetos entre outras coisas. Confira!

cartaz

Conte um pouco sobre esses 18 anos de estrada da banda. Como surgiu o MagueRbeS, primeiras formações, shows, doideiras.

Começamos a fazer um som juntos em 94, em Americana/SP, tudo muleque ouvindo Ratos, Sepultura e Muzzarelas…  A cena de bandas alternativas, selos independentes, skate, crossover, grunge, Mtv, tudo aparecendo junto dava uma perspectiva loca pra gente correr com isso. Sim, vários se foram, voltaram ou só passaram e dentre todas as formações acredito que a atual é a mais comprometida, nesse processo muito se aprendeu e grandes amizades foram consolidadas, a gente sempre foi bem porra loca e buena onda, acredito que isso fez nossa caminhada ser cheia de boas oportunidades, aventuras, risadas e o mais importante com a música unindo os bons amigos! Criando e produzindo sempre!

Qual a maior furada que vocês já entraram nesses 18 anos? E qual foi o show que mais marcou a trajetória da banda?

Furada? Ahhh! (risos) estamos sempre esperando o melhor, preparados pro pior (risos) uma banda independente nacional no mínimo tem que ter uma coleção de boas furadas, faz parte da boa constituição dessa amizade saber driblar bem isso e que no fim tudo vira boas piadas. Shows importantes dependem muito da ocasião, eles marcam algumas fases da banda, por exemplo: Circadelica em Sorocaba, Goiania Noise, tour Mercosul… Eu particularmente prefiro os esquemas mais informais no chão, sem palco e dando bastante risada!

Vídeo: MagueRbeS – Controle

Ao longo desses 18 anos a banda lançou diversas demos, coletâneas e agora está chegando ao seu quinto álbum de estúdio intitulado “Vila Rica”.  Fale um pouco sobre esse novo trabalho. Onde foi gravado? Quem participou?

Quando começamos a tocar, participar de coletânea era o único jeito de fazer intercambio de shows e ter material pra vender em merch, isso nos fez ter boas experiências em diferentes estúdios até começarmos a nos entender quanto a linha de som… Esse novo trabalho vai ser um vinil 7 polegadas com 4 musicas, é um projeto que temos faz tempo e que conseguimos viabilizar agora, desde composições, letras e arte, tudo conectada, bem conversada e bem planejada. A arte está sendo feita pelo Xoxu com o suporte de impressão em silk screen do Studio SHN, serão 300 copias, o disco foi gravado no segundo semestre de 2012 no estúdio Lamparina em São Paulo pelo Guto Gonzales e masterizado pelo Hospede. Está um trabalho bem sincero, uma experiência bem foda em nível de sintonia e dedicação de toda equipe! Acredito que estará em nossas mãos logo no inicio de Março.

Há algumas semanas atrás aconteceram as filmagens do primeiro vídeo clipe de divulgação do novo disco. A música escolhida foi “Bela Vista”, presente na coletânea “Chivetorama 2”. Como foram as filmagens e quando será lançado esse material?

Essa música foi a primeira que fizemos pro disco novo, ela também é a última música do disco. “Bela Vista” fala do olhar otimista em relação aos desafios da vida e como isso te ajuda na conquista dos seus valores… Estamos gravando faz um tempo com o Marcelo Fazolin (SHNtv), Bruno e Goy Almeida da “Polemica VP”, a ideia é fazer um registro de varias situações que a gente tem no cotidiano, principalmente com amigos! Acho que sai um pouco antes do disco…

(Escute “Bela Vista” aqui)

capa final

Capa: “Vila Rica”

O cenário independente de Americana sempre foi referencia no interior e na capital, muito disso se deu pela união do MagueRbeS e do coletivo de arte SHN. Fale um pouco sobre essa parceria e sobre os demais projetos em que o SHN está envolvido.

A gente vem das mesmas experiências de vida, repartimos muitas coisas juntos, pra quem é do interior sabe que juntar um monte de loco pra fazer merda é 2 minutos… Muito do movimento no cenário em Americana vem de bons amigos de diferentes bandas e de diferentes contatos que foram se estruturando, como em outros lugares também tem uma ou outra época em que esse movimento esta mais frio, mas nunca para! O SHN tem muito do funcionamento de banda independente e sempre correu junto com varias bandas e artistas e sempre que sobra uma brecha a gente arma uma junto, geralmente essa mistura funciona… Serigrafia, adesivo, pôster, vídeo web, tattoo, confecção, arte, produção de eventos, etc, etc, etc. A ideia é sempre juntar uma boa turma pra dar boas risadas de uma maneira simples e saudável!

E seus demais projetos paralelos? Fale um pouco sobre eles.

Difícil te falar de algo especifico porque eu tenho um problema de que não consigo parar de armar alguma coisa (risos), mas te adianto que com o MagueRbeS já estamos gravando um segundo disco pra essa serie de EPs, logo sai dois vídeos e também estamos marcando bastante show… Com o “Cuspe” estamos com disco em estúdio pra terminar, com SHN também estamos correndo pra projetos de ações e outras experiências artísticas de produção gráfica e também de continuar aplicando alguns artworks pelas ruas do nosso mundão, também corro com uma produtora de projetos artísticos que chama Coletivo Rua que faz trabalhos bem diferentes com vários artistas.

Print

Campinas e varias outras cidades do interior foram tomadas por um marasmo criativo nos últimos anos em relação a música independente. Poucas bandas legais surgiram, muitas bandas boas acabaram. E em Americana? Como andam as coias por lá? Bandas, shows.

Eu acho que nossa região é violenta de produção cultural, pode ser que as vezes isso fica mais morno, mais quente, mas a gente tem uma puta infra boa, cidades próximas… Quanto as bandas, tem muita coisa véia que ainda tá ai bem a milhão e também uma mulecada que está chegando com força e isso me inspira, curto esse processo, acho que tem  muito a ver com saber se virar no meio, quem trabalha vê resultado, quem espera nunca alcança. Americana tem uma mulecada quebrando, fazendo festa, tocando, trazendo banda, acho saudável já que o “faça você mesmo” tá ai pra todo mundo e não tem cartilha ou regra pra isso. Sempre acho que pode melhorar, mas te digo que já fui pra vários lugares e é difícil encontrar algum lugar como nosso querido 019…

O que você tem escutado ultimamente? Quais bandas poderia recomendar?

Toys That Kill, Renegades of Punk, Garage Fuzz, Estudantes, Deftones, Trash Talk, Title Fight, El-p, Aesop Rock, Jjdoom, Hot Water Music, Converge, Pinback, Trail of Dead, NOFX, Jimmy Cliff, Cheap Girls, Make do and Mend, Everytime I Die, Circa Survive, Silversun Pickups, OFF!, Fucked Up, Blackpool Lights, Lyricson, Bob Mould, Bad Brains, Death Grips, Japandroids, Minus the Bear, Dinosaur Jr, Betercore, Le Almeida, Tomahawk, New Order, Chuva Negra…

Espaço para você falar o que quiser

Muito obrigado pela oportunidade do bate papo, um grande salve a vocês meus amigos, vamos mantendo contato! E parabéns pelo suporte e fortalecimento da produção independente! Nóis fiiii!

Good Coffee!